quinta-feira, 21 de novembro de 2013

Qual A Melhor Forma Para, Digamos, Calar A Boca De Uma Pessoa?

Caro Sapiens...
Uma dúvida pairou sobre minha cabeça neste último mês, mas só agora tive a coragem de perguntar-lhe.
Qual a melhor forma para, digamos, calar a boca de uma pessoa... se é que vc me entende.
Preciso do seu profundo conhecimento para exercer uma tarefa que está me atormentando tanto, e que para um leigo como eu, acredito que será uma tarefa muito árdua.
Seu simplório leitor,
LG

--

Caro LG, sua pergunta engloba um problema muito desanimador para a maioria das pessoas nos quatro cantos do mundo.
Não sei se conseguirei responder sua questão de uma forma consistente e concretizada que extirpe definitivamente sua dúvida no solo do insatisfação.

Primeiramente, deve-se compreender que há muito ruído no mundo. Muitas opiniões, ideias, barulhos sendo vocalizadas sem coerência e o pior de tudo, sem sentido nenhum.

Há uma satisfação, (inconscientemente é claro), em perdurar em se falar do irrisório, do incongruente, do desnecessário.
Fazem dissertações tão bem feitas como pilares em ruínas tentando suportar o peso de um palácio.
Querem se sentirem vivas, querem dar-lhes sua opinião para que no fundo sua propagação vocalizada, venha, e permaneça conforme suas ideias sem fundamento, a mudar grande parte do mundo em que vivem. Grande é, a estupidez daqueles que querem opinar sobre o que nada sabem.

Se não sabes o que dizer, se cales....Se saber o que dizer, cale-se também. Permaneça ao meio.
Sua opinião, formas de ditar as ideias, criações mentais vinda através da imaginação, não são tuas. De nada elas servem para mudar o mundo. Elas, até hoje, não conseguiram de ajudar em nenhum nível, até hoje... não será a partir do seu argumento expansivo, de agora, vindo através da sua prática em propor suas ideias constantemente que lhe ajudarão, tão somente.

Há de se usar outras técnicas para o abate.
Da mesma forma, que, a vocalização é expelida de forma errônea e infeliz, sua audição, terá de ser treinada e compreendida como o refúgio deste tormento.

Pratiques o não argumento.
A aceitação acima de tudo. Seja um contraposto contra toda essa boçalidade.
Lembre-se: Desde o começo dos tempos, e a história trata muito bem disso, todas as opiniões e ideias proferidas pelos homens, foram para mudar o mundo. Foram para a melhoria do seu mundinho. A insatisfação reinava e ainda reina na mente dos homens, fazendo com que sua raça seja comprometida ao máximo, pelo o simples fato do desejo da melhora.
O mundo não se precisa mudar. Você é um convidado, e simplesmente, uma pequena visita neste grande jardim, e por muito pouco tempo.
Suas ideias e opiniões de nada valem para que o mundo se molde as suas expectativas vãs, e jocosamente falando, sem fundamento nenhum.
Pratiques e eduques sua audição. Seja um filtro,

Quando se encontrar, com pessoas que querem mudar o mundo, (incluindo você que a ouve), usando seus argumentos mais ilógicos e incoerentes para te entreter, lembre-se....não se passa de pessoas histriônicas....Regozija-se, pois....

....Elas ainda permanecerão por muito tempo.
Até que seu desejo em deixar de ser um meramente visitante e ser o proprietário dessa casa chamada, Terra, seja alcançada.

Mas....a morte, a santa morte, corrompe todos seus desejos não realizados, transformados em frustrações cristalizadas, que no qual brilha e ofusca suas insatisfações que duram por toda sua existência.
A todo momento, você morte, retira deste jardim, os maus intencionados e anula toda essa bobagem e incompreensível e ofensiva forma de impor mudanças, à aquele que não é mudável.
Óh morte, santa morte.... seu exemplo já é o bastante....
Seria uma boa opção, santa morte, você apressar a ida dos que muito falam sem nada a dizer??


quarta-feira, 13 de novembro de 2013

O Mundo Está Virando Homossexual?

Irei propor à você, uma breve e não muito extensa analogia direta e simples sem muitas complicações entre as particularidades que movem este complexo e tão mal compreendido assunto.

Tudo aquilo que conhecíamos como certo ou essencial da verdade, pode-se um dia em um estalar de dedos se esvaecer pelos mesmos dedos.
Irei propor à você, uma explicação de duas formas.

A formalidade das palavras em seu alto nível intelectual e a segunda forma coloquialmente, usando o português claro e sem frescuras.

1. O orifício anal que no qual estamos nos expressando para manter a explicação em pauta, seria de sua propriedade? Ou seja, há legitimidade em você ter ocupações preponderantes em recorrer à posse desse, que no fundo é um músculo de expelição?

2. O cú é seu? Não! Então não se preocupe com o cú dos outros.

Espero ter respondido sua pergunta.

Como Surgiu as Identificações e Diferenças Sociais

Sapiens, como surgiu as identificações e diferenças sociais?

Irei propor à você, uma breve e não muito extensa analogia direta e simples sem muitas complicações entre as particularidades que movem este complexo e tão mal compreendido assunto.

Desde que o mundo é mundo, sempre foi um ambiente de experimentações. Tanto no mundo sexual, social, econômico, celular, mas óbvio que no começo dos tempos, não havia estas questões, e sim, critérios no mundo microbiano e de sobrevivência.

O homens das cavernas, logo após a invenção do fogo, perceberam que com tal auxílio, necessitava ir atrás de sua presa e só assim, sua sobrevivência estaria garantida, enquanto as mulheres permaneciam na casa, cuidando das crianças em crescimento.

Neste campo de divergências, o homem desenvolveu força física, agilidade e  instinto. Por outro lado, e não muito menos importante, as mulheres desenvolveram a beleza, bom senso e a imaginação.

Logo, e encerrando o breve assunto, as diferenças já foram postas no ambiente primitivo.
Como a mulher desenvolvera de uma forma peculiar a beleza, bom senso e imaginação, e seus homens exercitarem a força física, agilidade, instinto para sobreviver em qualquer penhasco ou floresta que se situavam, é de fato, certo, que haveria diferenças, com qualidades diferentes.

Mas também, historicamente falando, há o fato, do o homem ser responsável por diversas mudanças em todas as eras da história e também usar a força física e virilidade como dominação.

domingo, 3 de março de 2013

Erros Ortográficos e Gramaticais

O leitor F.C. Escreveu:
"refente a reforma ortográfica, como ficou a palavra "aplica se" e porque???"

Olá estimado leitor.
Com um profundo pesar, que venho humildemente comunicar-lhe que, não compreendi sua pergunta.
A mesma, não houve de nenhuma forma, clareza, concordância, estrutura gramatical e lógica.
Mas irei imaginar que sua pergunta esteja relacionada à erros ortográficos e gramaticais, precisamente.

Bem, caro F. C., tenho que lhe dizer que sua pergunta de nada tem de valor, pois não há peso de colocação substancial em alguma ou rara discussão.

Talvez você possa ter usado este artifício e ideia para debochar ou colocar o alvo, ou seja, (eu mesmo) em um beco sem saída para se ter a certeza de como ele (eu) poderia se sobressair.

Mas veja, não há erros vindo de mim. Porque minhas intenções são favoráveis e indiscutíveis em um âmbito maior de clareza.
Em outras palavras, para que você possa entender o que digo, é: Em uma caverna escura e sombria, você irá se preocupar com a marca de suas pilhas que trazem o dom da luz para que você possa sair em segurança deste lugar maldito?

Ficarei honrado em poder responder tais perguntas que possam chegar futuramente, mas esta certamente está consumada.



quarta-feira, 27 de fevereiro de 2013

A Lição de Marketing

Pergunta do leitor L. G.

Ó todo poderoso que tudo sabe...
Defina de forma clara o conceito de marketing citando exemplos que diferenciem o conceito de Marketing dos Conceitos de Produção,
Produto e Vendas.
--

Olá, querido e prestativo leitor.
Analisei a natureza de sua pergunta com muita propriedade e afinco.
Levando em consideração, erros de portugûes, dialética de fatores predominantes, concordância verbal e nominal, julgando a estrutura textual e ênfase dos modos gramaticais....
...em meu resultado analítica sintética, só me leva a crer de uma única coisa, que, esse texto, definitivamente, não foi criado, redigido e preparado por você. É uma cópia.
Também venho a salientar que, se trata de um assunto básico que aborda o mundo acadêmico, então julgo você ser um aspirante, marujo, um "carne fresca" no mundo acadêmico.
Um ambiente tão diferente do seu habitual acostumado.
Percebo, que você também, através da procrastinação mental e incopetência em regular e planejar melhor seus horários cotidianos, tem dificuldades em responder às questões que vem até você de uma forma de enriquecê-lo intelectualmente.
Então você me procura para que eu possa resolver e responder essas minúsculas pedrinhas que incomodam radicalmente seus sapatos preguiçosos de caminhar, em seus mínimos detalhes.
Pelo que posso absorver em sua pergunta, e você terá de concordar comigo sem exceção, a dificuldade da sua performance como aluno nesta grande universidade é entender de uma vez por todas, que não há mais volta. Daqui pra frente, você terá que dar o sangue para conseguir seus objetivos. Esgotar suas forças psico-físicas em seu nível mais extremo. Compreenderá que terá de aceitar que perderá inúmeras chances de se divertir para estudar e estudar.
Profissionais medianos, é o que mais há...são como parasitas na água suja...
os melhores, bem, seja um deles para testemunhar o que vê de cima dos montes...

Talvez você suplique por mais alguma ajuda ao ler minha resposta, mas em decorrente da minha eterna benevolência, irei introduzi-lo ao mundo acadêmico brevemente.
Mas não esqueça a lição que lhe foi dada de presente.
Ultrapasse seus próprios limites...sempre.

Sapiens
--

A Evolução e Conceito De Marketing
Objetivo: Demonstrar de forma clara e sucinta as etapas do marketing como forma de apresentação das empresas em relação aos produtos e serviços realizados por ela e a aceitação do publico consumidor pelo produto ou serviço em questão, gerando assim a necessidades implícitas no consumidor.
Justificativa: Em um mercado tão competitivo como o atual existem alguns fatores que fazem a diferença e que podem tornar uma empresa líder de mercado em relação às outras.
Introdução: Os objetivos do marketing é tornar a empresa diferente, porque ser diferente é ser único. No fundo qualquer empresa aspira a ser somente ela a oferecer o que os consumidores desejam. Desde os anos 90 foram realizadas tentativas de personalização em massa. Ou seja, as empresas queriam agradar a todos os seus clientes, fazendo um atendimento mais personalizado, a todos os clientes. No entanto, o mercado está cada vez mais exigente e mais resistente às formas de marketing existentes e as estratégias usadas há dez anos ou vinte anos já estão totalmente ultrapassadas. Hoje em dia usa-se cada vez mais um novo tipo de marketing, que está ligado diretamente à publicidade.
Desenvolvimento:
O marketing é muito mais do que a atividade direcionada à venda e não se reduz necessariamente à atividade de um departamento empresarial. O marketing começa mesmo antes de um produto existir, está presente na fase de criação, de transação, e depois do produto ser vendido. Ou seja, o marketing envolve todas as fases de vida de um produto ou serviço, sendo elemento fundamental para o seu sucesso. E está também e (ainda) sempre presente na relação da empresa com o cliente.
O principal objetivo das empresas deve sempre passar por agradar aos consumidores, de forma a fidelizar o cliente, satisfazendo simultaneamente as necessidades da própria empresa e permitindo a melhoria contínua dos seus processos produtivos e comerciais, numa constante interação. Logo, podemos dizer que, o marketing tem que estar presente em todas...

--

Conceitos que podem ser utilizados pelas organizações para conduzir suas atividades de marketing:
1. Conceito de Produção:
Assume que os consumidores darão preferência aos produtos que estiverem amplamente disponíveis e forem de preço baixo. Os gerentes de organizações orientadas para a produção concentram-se em atingir eficiência de produção elevada e distribuição ampla.
2. Conceito de Produto:
Assume que os consumidores favorecerão aqueles produtos que oferecem mais qualidade, desempenho ou características inovadoras. Os gerentes das organizações orientadas para o produto focam sua energia em fazer produtos superiores, melhorando-se ao longo do tempo.
3. Conceito de Venda:
Assume que os consumidores, se deixados sozinhos, normalmente, não comprarão o suficiente dos produtos da organização. Assim, a organização deve empregar um esforço agressivo de venda e de promoção.
4. Conceito de Marketing:
Assume que a chave para atingir as metas organizacionais consiste em ser mais eficaz do que os concorrentes para integrar as atividades de marketing, satisfazendo, assim, as necessidades e desejos dos mercados-alvos.
5. Conceito de Marketing Social
Assume que a tarefa da organização é determinar as necessidades, desejos e interesses dos mercados-alvo e atender às satisfações desejadas mais eficaz e eficientemente do que os concorrentes, de maneira a preservar ou ampliar o bem-estar dos consumidores e da sociedade.
Alerta que as empresas devem equilibrar três considerações: o lucro da empresa, a satisfação dos desejos do consumidor e o interesse público.

segunda-feira, 25 de fevereiro de 2013

Poderia Comentar Sobre Palavras Descontituídas de Valor?

A comunicação interpessoal, se baseia principalmente, em palavras. Há outras formas de se relacionar, como por exemplo o cinestésico, mas não irei comentar sobre, não responderia sua dúvida.

As palavras em si, não há vida própria. Nós que damos vida à elas. É necessário alguém para proferí-las, expressá-las e/ou manifestá-las.

Ela sempre foi usada para que pudéssemos expressar nosso amor, nosso ódio, nossa revolução e nossa compreensão...através dos tempos.

Explicação abaixo:

-Em, minha explicação, darei à elas, letras do alfabeto para uma melhor resolução do caso.
-Constituida também, de duas fórmulas, (Social e Matemática), para que possamos comprendê-la em seu mais alto nível...para que serve? seu significado? e qual o significado da palavra, "palavra" ?

Darei três exemplos de como a palavra é totalmente deturbada em seu nível mais extremo entre as pessoas.

Fórmula Social

Indivíduo A
Palavras fúteis e triviais
Há pessoas que usam as palavras  de uma forma desconexa com o real e corrosiva.
Ruminam, recogitam (e fazem este processo diversas vezes) palavras sem nenhum sentido, sem nenhum peso filosófico ou didático para o ouvinte.
Cantam em uma sala em silêncio, mostrando inconscientemente como se fossem belas cantoras e fazendo nós, espectadores de sua trágica apresentação.

Indivíduo B
Palavras ofensivas e degenerativas
Há também o exemplo que se sucede neste caso.
Pessoas que não conseguem ficar em silêncio, que não deixam que a harmonia deixe se instalar no ambiente. Elas corrompem o silêncio com seus argumentos ofensivos e totalmente degenerativos. Ele precisa de atenção. Ele é totalmente do contra.
Ele se diz como o conhecedor supremo da corte marcial.
Está perdido tanto quanto o indivíduo A.

Indivíduo C
Palavras construtitivas e analíticas
Pessoas que começam uma sentença ou oração, falando sobre sua própria opinião.
Colocam em pauta e mostram total interesse em sua opinião. Ênfase total em seu expressar, pensar, achar, sentir...sempre como verdadeiro.
Suas respostas ou comentários, são de acordo com suas próprias idéias queimadas a ferro e fogo, que não mudam. Ela não é flexivel. Ao mostrar sua opinião como verdade universal, encha-se de regojizo ao saber que há telespectadores que querem ouví-lo e contemplá-lo.
As mesmas idéias que foram emprestadas em um livro ou revista qualquer que ele decorou em um domigo a tarde.
Está perdido tanto quanto o indivíduo A e indivíduo B.

Finalizando, os três indivíduis, sem mesmo se dar conta, não percebem que ao proferirem suas belas e dispensáveis palavras, não há ninguém que tenha dado o mínimo interesse em suas opiniões ou terem vontade de compartilhar suas palavras.

Perdem e desrespeitam a chance de ficarem em silêncio para que coloque sua opinião fétida pra fora, fazendo com que eu aprove sua oratória como verdadeira e necessária.
Agindo assim, seu ego inflama de certeza e crescerá ainda mais. Estar seguro de suas palavras e ter alguém para concordá-las, é seu refúgio, é sua meta, é sua vida. Pobre vida.
--
Depois desta percepção e explicação, iremos analisar este conceito matematicamente.
Irei transpor na fómula matemática, os indíviduos dos exemplos acima usando os mesmos elementos.


Fórmula Matemática

Encontraremos então o valor de "x" para essa equação.
Vamos mostrar o valor da palavra "palavra" mal empregada, pela matemática.

Obs:
-Números de horas de trabalho que estes elementos proferem suas palavras.
-Dois deles trabalham no mesmo turno, portanto, elevando ao ² e multiplicando-os.

a²=6
b²=6
c²=6

Sendo assim:

x = (a.b)²+c²
x = 6².6² +6²
x = 36.36 +36
x = 1296+36
x =1332/2
x =666

Ou seja, todos nós sabemos, que através do ocultismo, igreja católica e a numerologia, este número,  significa o número do homem, o número da imperfeição. Fique longe deste número e pessoas que usam tais palavras citadas acima.

Para finalizarmos, isso nos mostra, sem nenhuma contestação de dúvida, que, qualquer pessoa que esteja em vigor e presente nesta situação citada e explicada acima, padece de privilégios legítimos de sanidade.

Tome conta da sua saúde mental...espero ter respondido sua pergunta.

domingo, 10 de fevereiro de 2013

Posso Fazer Perguntas Redundantes?


Atribuo a você que me faz esta pergunta redundante, condições de entender minha situação quando sou presenteado desconfortavelmente por sua dúvida....novamente.

Por nenhuma razão ou por razões mais profundas, meu bom senso não consegue discernir o que de fato você quer, isto me fere com tanta banalidade...

Sua nula curiosidade em se satisfazer, torna-te a fazer as mesmas perguntas.
A obter as mesmas respostas não se contenta em satisfazer sua nula curiosidade.

O uso abusivo de perguntas redundantes, cria-se em volta de nossa relação amistosa, um certo sabor amargamente azedo, ou em outras palavras, que julgo também muito importante, suas perguntas repetidas me fazem provar limões com vinagres.

Tente não expressar novamente o mesmo ponto de vista mascarado como uma pergunta.

Suas mesmas perguntas, seus insistentes pontos de vista e repetitivas expressões, fazem-me ter uma certeza sobre você.

A mesma estupidez...a constante hipocrisia.....a repetitiva ignorância....

Respondi sua pergunta?